Embraer: KC-390

Embraer Escolhe a Solução de Inertização de Combustível da Eaton para o KC-390

Contexto

Em 2011, a Eaton foi escolhida pela Embraer S.A. para fornecer componentes do sistema de combustível à próxima geração do Avião de Transporte Militar KC-390. No início de 2012, a Embraer anunciou que a Eaton também forneceria o sistema de geração de gás inerte a bordo da aeronave, ou OBIGGS (na sigla em inglês).

A Eaton irá projetar, desenvolver e fornecer componentes do sistema de combustível da fuselagem para o KC-390 - atualmente em desenvolvimento - e também proverá unidades de produção e suporte de reposição do começo ao fim do programa.

A experiência da Eaton em várias das mais avançadas plataformas aeronáuticas civis e militares do mundo será fundamental para ajudar a Embraer a alcançar as exigências mais recentes de certificação regulatória para o KC-390, incluindo a certificação do sistema de inertização da FAA. Em 2011, a Eaton concluiu com sucesso o primeiro processo de certificação do sistema de distribuição de gás inerte em multi-tanque da indústria para o Boeing 787.

O conhecimento aprofundado da Eaton em sistemas de combustível e ventilação de aeronaves é uma experiência essencial para sistemas de inertização de tanques de combustíveis, pois as interações entre os locais de depósito de gás inerte e o sistema de ventilação do tanque de combustível são perigosas para a atuação em segurança da aeronave.

Desafio

O legado da Eaton, tanto em sistemas de combustível quanto em pneumáticos, remonta a mais de 60 anos. O que coloca a Eaton à frente no mercado industrial é a forma como ela combinou a capacidade de desenvolver tanto a geração de nitrogênio como os subsistemas de distribuição de gás inerte para OBIGGS.

Assim como a exigência de certificação de inertização de combustível foi transferida de aeronaves militares para aeronaves civis, os desafios técnicos associados ao desenvolvimento de sistemas de inertização de combustível para diferentes projetos de tanques de combustível também acompanharam essa transição. Os sistemas civis de inertização de combustível iniciais focavam em apenas uma parte dos tanques de combustível da aeronave - o tanque central de combustível na fuselagem. A introdução de aviões civis compostos de asas apresentou um novo desafio à indústria para desenvolver um sistema de inertização específico para tanques laterais que poderiam obter a certificação da FAA. Plataformas militares, como o KC-390, também incluem tanques laterais em seu projeto de sistema de combustível.

Solução

O desafio da Eaton era provar que cada compartimento nas asas poderiam ser inertizados. Ao integrar os sistemas de ventilação e de combustível, a Eaton projetou uma interação completa para oferecer uma solução única para inertização asa-tanque.

A Eaton usa a dinâmica de fluidos computacional (CFD, em inglês) para analisar o fluxo de fluido e formular o funcionamento de bombas de combustível e válvulas. Para os programas de certificação de aeronaves recentes, a Eaton ampliou essa capacidade para analisar a mistura de ar enriquecido com nitrogênio (NEA, em inglês) dentro de tanques de combustível de aeronaves. Inicialmente, os resultados foram verificados com um modelo em escala de cinco de um tanque de combustível de avião equipado com sensores de oxigênio. A Eaton expandiu a capacidade e a verificação de CFD através de um tanque de asa B737 para um teste em larga escala. O equipamento foi novamente equipado com sensores de oxigênio para verificar os resultados das análises de CFD. Por fim, a FAA aprovou todos esses modelos durante o processo de certificação do B787.

A experiência da análise e dos testes de CFD permitiu à Eaton descrever com precisão características de mistura de diferentes compartimentos por toda a aeronave. Os modelos aprovados agora são integrados com sistema de geração de NEA, sistema de distribuição, modelo de inflamabilidade e sistema de ventilação para proporcionar uma ferramenta poderosa de análise do sistema de inertização total, bem como a interação de todos os seus subsistemas.

Resultado

A experiência da Eaton em certificar sistemas de distribuição de gás inerte em multi-tanques irá melhorar a segurança do KC-390, reduzindo o peso total da aeronave e aumentando a confiabilidade. O processo de certificação pode levar até quatro anos para ser concluído e, atualmente, o KC-390 está dentro do cronograma para atingir a certificação completa em 2016.

Os acordos com o KC-390 sinalizam claramente que os sistemas de inertização e inovação em combustível da Eaton, bem como seu foco na expansão para mercados emergentes, estão impulsionando o crescimento global de negócios. A Eaton continuará a desenvolver sistemas de inertização de combustível e tecnologias relacionadas para novas gerações de aplicativos de jatos militares, comerciais e de negócios, que otimizam a segurança, a confiabilidade, a redução de peso e a eficiência de combustível das aeronaves.